Muito Obrigado pela sua visita

SOB O CÉU DE PEIXES

19 de Fevereiro a 20 de Março


-12º SIGNO, - Planeta regente: (Netuno) – Elemento Água - Ritmo Mutável – Polaridade (-)

-, - Planeta regente: (Netuno) – Elemento Água - Ritmo Mutável – Polaridade (-)

Cores: Azul, Verde oceânico, Lilás, cores pastéis, fusão das cores em degrade;
Pedras: Esmeralda, Jade, Turquesa, Ametista, Berilo;
Palavras chave: Fusão, Amor devocional, entendimentos da alma, a natureza, as terapias, compreensão, recepção, amor original, sensibilidade, fada madrinha, anjos, humildade, filantropia, intuição, empatia, compaixão, inspiração, espiritualidade, perceptivo, dissolução do ego, telepatia, osmose ;
Verbo: Transcender, sentir ;
Analogias tradicionais: ser,sentir, viver intensamente as nuances da vida, o apaixonado, o músico, o jogador, o poeta, o artista, o personagem do artista, as marés oceânicas, a beleza da criação divina, o abraço fraternal, a fusão das almas, as cores do mundo, o sábio, o braço direito de Deus, a paz, o sonhador, o amor magnético, a dedicação, a sublimação, o magnífico, o grandioso;
Correspondências orgânicas: pés e dedos, sistema imunológico, sistema linfático, corpo etéreo, mucosas;
Afecções: (Vulnerabilidade): depressão, psique como um todo, envenenamentos, overdoses de drogas, intoxicação, infecção, inflamações gerais, anestesia, tuberculose, catarro, glândulas inflamadas, pneumonia, deformações dos pés, joanetes ou arcadas caídas;
Sais minerais: Ferr Phos e Kali Sulph;
Glândula e Ciclo: de 165 anos, relaciona-se à glândula pineal, ao “terceiro olho” do misticismo oriental, governando a percepção extra-sensorial, a sensibilidade e o equilíbrio psíquico, assim como a reação às drogas. Netuno é a vida da imaginação, a fantasia, a visualização e a capacidade do corpo de assimilar toxinas ou de se adaptar a anestésicos.
Dificuldades: Lidar com seus próprios erros admitindo-os / reconhecer o certo do errado/imposições dos outros/ com pessoas egocêntricas e individualistas /com pessoas sistemáticas e quadradas/métodos e normas/vícios / ordem /problemas de desvios de conduta/ racionalismos exacerbado / descrenças / preconceitos / pensamentos rígidos / em executar o que não gostam / costumes engessados/ com as covardias/com atos desumanos/ agressões e violências.
Mitos adicional: Anfritite e o Delfim /fuga empreendida por Afrodite e Eros da perseguição de Tífon.;

Conclusão:

                          Graças ao bom Deus que nos serviu com este signo tão maravilhoso do zodíaco, é uma benção divina contar com sua existência, um presente maravilhoso, pois é a mais pura essência do criador que nos permeia, é o oceano de possibilidades, a magia em sua mais alta performance, é a descrição da “centelha divina” nos livros espirituais e eruditos, do poeta ao sonhador, o que nos traz corriqueiramente doses de felicidades para as nossas mazelas, o signo que conforta nossa existência.
Falar deste signo é propriamente falar de Deus, daquilo em que quando crianças aprendemos nos sinais de bondade, como o pai que mostra ao filho um cachorrinho explicando que é um “au-au”, ou um “miau” do gato que se aproxima, é demonstrar a vida carinhosamente, é ler um conto ao dormir, é escutar uma música que atinge nossa alma, é debruçar sobre um papel branquinho a caixa de lápis de cor, é a mais pura expressão do amor-maternal, é falar sem proteção alguma, sem máscaras, destituídos do ego, de interesses, é sorrir por qualquer coisa, é notar as diferentes nuances de uma árvore, é sentir a vida em toda sua plenitude, é a fusão com o divino (sentindo-o), é a riqueza da doação, do amamentar, do amor aconchego, da fusão energética física, espiritual, é o Zen Budismo, é ter prazer nas mínimas ações, é o mundo mágico da Alice no País das maravilhas, é o que temos em nossos registros no recôndito de nossas almas e que ao longo dos tempos passamos por cima, ou somos formatados com coisas do tipo:” Chorar é coisa de mulher”,, é o Caipira que repassa sua simplicidade, com seus trejeitos, é o lado ingênuo da humanidade. Felizes daqueles que conviveram e principalmente se apaixonaram por pessoas deste signo, em razão do seu amor devocional, não as esquecerão jamais.

                        Na fase infância x juventude, saímos do nosso “mundinho” familiar, para a vida que desponta em todo seu esplendor, com zilhões de abordagens por todos os lados, e que debruça sobre nós, com todas suas manifestações. É uma assimilação do exterior que vamos filtrando, selecionando e trocando, enfim amadurecendo e construindo assim nossa persona. Neste processo, existe um procedimento muito peculiar e quase comum a todos que tiveram coragem de se lançar nesta nova etapa, a curiosidade em entender o “próximo” em suas variantes, seus olhares, suas atitudes, respeitando-o e aprendendo sutilezas da vida. Neste ciclo, somos todos a essência deste signo de Peixes, pois realizamos esta travessia, de maneira amistosa e livres de preconceitos. O verbo aí é “Sentir”, e que como função principal, a consolidação do piso dos degraus de nossa jornada evolutiva.

                        A coragem em abrir o peito e assumir a verdadeira essência é uma atitude pisciana sem dúvidas, e o fato de saber escutar as fragilidades do outro, tem que ser muito especial.

                        No todo, é a natureza humana expressada na menor das atitudes e que define a alma de cada um. É em suma o mensageiro de Deus com seus exemplos, um anjo que traz um só objetivo: O de protegermos.

                        Peixes é o canal que possuímos para  comunicarmos com o transcendente, nosso veículo para atingir mundos muito aquém, é o transporte seguro para os reinos sutis. Nesta nova era Aquariana, é a mais pura demonstração de valores esquecidos, suplicando por um novo olhar do” coração”.

Ditames para reflexão:

O UNIVERSO VIVO
                        “A natureza é plena de paradoxos; quando você busca contacto com o que considera uma forma inferior de vida, você de fato entra em contacto com um ser mais universal. A mente do homem codifica a fórmula, o que está dentro de seu direito e finalidade, mas esquece-se de que tudo é uno, de que Deus está em tudo, e essa substância básica, aparentemente vazia de consciência sensitiva, é sustentada em seu estado de existência por seu oposto, uma vasta consciência, vasta demais para que você faça mais do que lhe sentir a fímbria e saber que ela se estende além da sua atual imaginação”...
“A COMUNICAÇ]ÃO COM OS ANJOS E OS DEVAS”
Dorothy Maclean

                      “... A cor e o brilho de uma pedra são maravilhosos, mas mais maravilhosa é a consciência que suscitou e suscita essas manifestações externas e cresce cosmicamente. Somos todos parte de uma mesma vida, não superiores nem inferiores. Louve a Deus para sempre, na vastidão de toda a vida”.
“A COMUNICAÇ]ÃO COM OS ANJOS E OS DEVAS”
Dorothy Maclean

Abs. De Alma
Jean Pierre Conti (SINARJ - 411)



JORNAL RJNEWS

 

           

 




CARNAVAL X ASTERÓIDE

“EU TAMBÉM SOU DEUS???”

                        ...Também disse Deus: Façamos o Homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança;
                                                                            (GENESIS 1:26)

                               A magia e a beleza deste Universo está em reconhecermos que não somente filhos de Deus somos, e sim ao que tange no preceito acima, a certeza desta semelhança. Como é bom saber que eu me pareço com Deus, ou ele comigo, quem sabe? Porém no questionamento geral que tanto nos instiga, recai naquela velha pergunta: Onde se acha esta diferença?

                        Examinemos em “O Caibalion”, o preceito hermético a respeito da Natureza mental do Universo: “O Universo é Mental; ele está dentro da Mente d’O TODO”.

                        Esta afirmativa permite-nos raciocinar na grandeza astronômica da mente, com sua velocidade espantosa de um milionésimo de fração de segundo em poder alcançar quaisquer lugares mais longínquos e remotos que possamos imaginar, até mesmo, ouvi relato de astrônomos renomados de que neste Universo, existem mais “Sois” do que todos os grãos de areia de todas as praias do nosso planeta, nossa! Ainda tem gente que não acredita em ETs... Bem, a possibilidade desta veracidade é notada quando vemos que apenas em nossa galáxia, possuímos bilhões de estrelas, isto é, só em nossa galáxia, imaginemos agora as outras bilhões (de galáxias) que fazem parte do todo? Finito ou Infinito?

                        Sem sombra de dúvidas, somos uma “poeira cósmica” desta existência, porém, ainda assim,  somos semelhantes ao Criador, o que confere em sua importância quando demonstrada no capítulo VII do Caibalion, “Enquanto Tudo está n’O TODO, é também verdade que O TODO está em Tudo. Aquele que compreende realmente esta verdade, alcançou o grande conhecimento.” Voltemos entretanto a pergunta do primeiro parágrafo, Onde se acha esta diferença?

                        Suponho que esta resposta esteja numa palavra muito corriqueira, que chamamos de CONSCIÊNCIA, quase sempre usada erroneamente como “apenas mais forma de expressão” até mesmo com significado deturpado e confuso. Enfim, muito longe da sua real representação, (Atributo pelo qual o homem pode conhecer e julgar sua própria realidade), contudo, deveríamos compreendê-la mais e usufruí-la em nossas vidas, priorizando na subida de nossa evolução, (o enfoque mais valioso deste conhecimento).

                        Imaginemos que pudéssemos verdadeiramente saber a que função cada célula de nosso corpo estaria predisposta a executar? E olhem que não são poucas, apenas algumas bilhões para um determinado órgão e ou objetivo. Todas teriam este “manual” de execução, e quando houvesse uma sequer que não estivesse cumprindo esta missão, teríamos que dispor de uma atenção extra e especial, com maior amabilidade e harmonia, trazendo-a para a trilha a que se propôs. Esta seria então, a verdadeira CONSCIÊNCIA que teríamos em relação à nossa matéria, sem contar com os outros reinos que compõe nossa manifestação neste cenário chamado vida.

Vejo assim, que não estaria longe se pensarmos analogamente no “criador e suas criações”, concorrendo para a “consciência plena” deste universo criado, que muito sabiamente é relatado por OSHO em seu livro TANTRA: (A suprema compreensão) quando diz:

...”Como podes aceitar o Criador sem aceitar a criação? Se dizes “não” à criação, como podes dizer “sim” ao Criador? Ambos são um. O Criador e a criação não representam duas coisas; o Criador é a criação. Na verdade, não há divisão entre o Criador e a criação, trata-se de um processo contínuo de criatividade.”

CONCLUSÃO:
                               Dentro do estudo de tudo que foi explanado, não poderemos em hipótese alguma, submeter a quaisquer julgamentos de “bom ou ruim” para qualquer dos 12 signos que compõe a mandala Astrológica. Sabemos que “este ou aquele” inclinam para  uma maior empatia e vice-versa, porém todos eles, possuem os lados positivo e negativo  em sua essência, como tudo na vida, notada no mundo dos opostos, e que através das descobertas conscientes, é que pesarão para o lado positivo desta balança chamada vida. 

ESTA É MINHA MENSAGEM PARA TODOS AQUELES QUE BUSCAM COMPROMISSO NA INTERDEPENDÊNCIA DA VIDA, DE FORMA MAIS HUMANA E MAIS IMITATIVA DO CRIADOR, QUEM SABE ASSIM APROXIMANDO DOS PENSAMENTOS DESTE MESTRE E GRANDE ARQUITETO  DA CRIAÇÃO.

Uma benção especial na construção assertiva para este novo ano.

Feliz 2015

Abs. De alma

Jean Pierre

SINARJ 411